“Bons leitores e bons escritores” por Vladimir Nabokov

“Uma noite, numa faculdade provincial distante na qual aconteceu de eu estar ministrando uma longa turnê de palestras, sugeri uma breve sabatina — ofereci dez definições sobre leitores, a partir das quais os alunos tinham que escolher quatro que se combinariam para formar um bom leitor. Acabei perdendo a lista, mas até onde me lembro foi algo assim.”

Selecione quatro itens para formar um bom leitor:

  1. O leitor deve pertencer a um clube do livro.
  2. O leitor deve identificar-se com o herói ou heroína.
  3. O leitor deve se concentrar no ângulo sócio-econômico.
  4. O leitor deve preferir uma história de ação e com diálogos.
  5. O leitor deve ter visto o livro num filme.
  6. O leitor deve ser um aprendiz de escritor.
  7. O leitor deve ter imaginação.
  8. O leitor deve ter memória.
  9. O leitor deve ter um dicionário.
  10. O leitor deve ter algum sentido artístico.”

Livremente grifado e traduzido de “Bons leitores e bons escritores” por Vladimir Nabokov.

 

8 comentários sobre ““Bons leitores e bons escritores” por Vladimir Nabokov

  1. Difícil escolher, tem algumas coisas que acho não fazerem parte, por exemplo “4. O leitor deve preferir uma história de ação e com diálogos.”

    Das opções acima eu destaco três:

    02. O leitor deve identificar-se com o herói ou heroína.
    07. O leitor deve ter imaginação.
    10. O leitor deve ter algum sentido artístico.

    Mesmo assim, alguns elementos devem ser trabalhados pelo autor para conquistar o leito, como no caso do número 2.

    O 7 e 10 são boas ajudas.

    Uma boa dica é o livro da Francine Prose “Para Ler Como um Escritor”.

  2. Este texto do Nabokov está com cara de “armadilha”… É meu instinto, à primeira vista, discordo de tudo que está ali.

    Minha tendência é concordar com o Brites, à la Chesterton: “Ouça cuidadosamente todos os bons conselhos e depois os ignore” (Não lembro exatamente a citação, mas o espírito é este).

    Prefiro um texto do Alberto Manguel sobre o “Leitor Ideal”. Boa parte dele está aqui: http://www.orelhadolivro.com.br/2009/09/06/o-leitor-ideal/

    E emendando, é importante recordar os quatro seres necessários dentro de um escritor, segundo Susan Sontag (http://noticias.uol.com.br/blogs-colunas/colunas-do-new-york-times/tomaz-eloy-martinez/2009/02/01/luzes-e-sombras-de-susan-sontag.jhtm):

    Uma de suas listas enumera os seres que devem coexistir dentro de um escritor: “1) O louco, o obsessivo, 2) o idiota, 3) o estilista, 4) o crítico”.

    Abs

  3. acredito que o bom leitos viaja nas historias,ele tem que ser curioso,ecletico,autentico com opnião ´própria mais bem flexivel sempre respeitando outras mentes pensantes,revendo conceitos,pontos de vista ;;enfim o leitor é maravilhoso,pois ele entra no mundo o qual sua leitura esta lhe proporcionando momentos unicos talves inatingíveis só um bom livro poderá leva-lo a tal viajem de conhecimento…distração,emoção,…livro sim é uma auta definição do indefinido.. ter fome de apreder é se deliciar na arte de viver,conheçam meu blog estou iniciando nesse mundo de escritora e amando pois era um sonho antigo que eu havia até esqueçido depois de várias superações ká estou eu..quem puder faça uma visita e por favos preciso de opnões ,criticas,sugestões sejam muito bem vindos no meu mundo que agora sera compartilhado com quem quiser me ler..um grande abraço….

  4. ainda não formalmente, mas escritor nato de poemas, peças, musicas e romances, cá estou eu (rsrsr) no seu espaço, tentando extrair inspirações para que eu também tenha pérolas a descobrir e sucesso a prescrever !!

    a escrita é a nossa autodefinição . . . nossa expressão. . . nosso charme e essência da vida !!! sucesso pra vc .. . hje . .. amanha e sempre

  5. me identifiquei com a N°10,07 e 02.
    Mas aida acho que há outros quesitos. Eu por exemplo adoro ler, mas nao me indentifico com nenhuma heroína( muito menos vilã). Quanto ao sentido artistico, basta que o leitor sinta a historia acontecer ao seu redor. Ler para mim, é como se estivesse assistindo um filme, mas de um jeito que se torna mais reais. Muitos perguntam-me porque leio tanto ao invez de sair com amigos, namorar,etc. Não, elas não percebem que quando lemos, entramos em um mundo diferente, e as vezes até nos colocamos no lugar da personagem ( é realmente engraçado me ver enfiando uma espada de prata no peito de um vampiro XD), elas só passaram pela mesma sensaçao quando acham um livro que realmente gostem, sentarem-se em um canto qualquer e começar a ler, tanto que o pescoço começa a doer de tanto ficar debruçado sobre as paginas do livro. Tudo depende da imaginaçao.

  6. O artigo – maravilhoso – do Nabokov vai muito além de um testezinho digno de tablóides. Por favor, leiam o texto completo porque vale a pena!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>