“O Machado é o maior escritor brasileiro, mas é difícil gostar dele logo de cara”

Esse foi um dos muitos questionamentos incríveis que o Santiago Nazarian nos lançou durante o I Encontro de Blogs de Letras promovido pelo PavaBlog lá na Livraria da Vila.

Como eu cometei quando recebi o convite, esses encontros entre publicadores de conteúdo digital estão se tornando muito comuns. Eu fui pela curiosidade, mas esperava pelo pior e me surpreendi. Explico.

Normalmente, os blogueiros adoram essas exclusividades porque estão sempre ávidos por fazerem grana com propaganda editorial, receberem livros de graça ou só pra tietar entre o povo do mercado editorial mesmo. Eu fiquei curioso em ter recebido o convite justamente porque o Aprendiz nunca teve publicidade e não é um blog de resenhas, e sim de dicas para escritores.

Logo no começo do evento, a Editora Record presentou os 30 convidados com uma sacola com dois livros do autor convidado e um monte caderninhos e lembrancinhas dos lançamentos da editora. Presente meio interesseiro, né? Hehehe… Mas pertinente e caprichado, curti.

Depois teve uma brincadeira de perguntas e respostas sobre livros, literatura e algumas coisas sobre o Grupo Editorial Record. Os prêmios eram livros, as regras meio improvisadas, mas foi ótimo pra quebrar o gelo entre a galera.

O ponto alto da noite foi o papo com o Nazarian. Autêntico e descontraído, contou sobre a trajetória dele como autor, comentou sobre a importância dos blogs no mercado editorial e dividiu a experiência de representar comitivas literárias brasileiras em outros países — desmistificando tudo — e sobre como foi ter um de seus livros, de estilo bem alternativo, adotado como leitura obrigatória num vestibular. Com opiniões determinadas sobre sua posição atual e trajetória pessoal, foi um papo bacana para contextualizar as obras que nos foram dadas de presente.

No final, serviram comes e bebes para a troca de links e idéias entre os participantes. Foi muito bom conhecer pessoalmente a blogosfera de letras e mais ainda ouvir a fala do Santiago, tão sincera e mordaz.

3 comentários sobre ““O Machado é o maior escritor brasileiro, mas é difícil gostar dele logo de cara”

  1. Bom, primeiramente boa noite!

    Me chamo Maria Luiza, tenho 18 anos, moro em Fortaleza-CE. Eu e meu companheiro somos aspirantes a escritores, e como todo bom iniciante temos um blog. Gostaria de deixar aqui nossos endereços para que você, se puder e quiser, por gentileza desse uma olhadela e investigasse o ambiente. Adoraríamos, ambos, que você pudesse nos dar uma opinião sobre eles, até mesmo comentar ou divulgar aqui no blog. Ficaríamos muito honrados com isso! São mais ou menos dois tipos diferentes de estilística, e gostaríamos muito que nós agradássemos aos vossos paladares literários. Conto com vocês!

    Ode ao Infinito… (http://www.odeaoinfinito.blogspot.com.br)

    Escritos Notívagos (www.escritosnotivagos.com.br)

    Nesses endereços vocês podem achar nossos contatos. Qualquer dúvida ou comentário, pode me enviar um email que prontamente será respondido.

    Muitíssimo obrigada pela atenção!

  2. quero te parabenizar pelo blog. com certeza foi o achado do dia.
    estou atrás exatemente de informações e rede sobre a tentativa da escrita, e achei bem interessante a forma como está conduzindo o blog. irei segui-lo.
    se souber de outros blogs ou sites interessante para alguém que busca se aventurar nas letras – e pelas letras e não pela “propaganda editoral”, como você disse – adoraria conhecer.

    caso tenha interesse em ver, meu blog é este: http://desmontandodedalus.wordpress.com

    abraço, e acompanharei as postagens

  3. Olá, tenho 24 anos e sou um aspirante a escritor, pretendo nos próximos anos me tornar um contista e cronista. Adorei o blog, dentre tantos que li sobre literatura, escrita, livros este é o melhor. Continuarei a ler e a comentar. Parabéns…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *